Os perigos da gordura vegetal hidrogenada

Os perigos da gordura vegetal hidrogenada

Quem tem o hábito de ler o rótulo antes de consumir qualquer alimento – e quem segue uma dieta sem glúten costuma levar isso muito a sério – já reparou que a Dr. Schär não utiliza gordura vegetal hidrogenada em nenhuma de suas receitas. Mas você sabe exatamente o que é isso?

Ingrediente presente em boa parte dos produtos industrializados, a gordura vegetal hidrogenada é resultado de um processo físico e químico realizado artificialmente em óleos naturais ricos em ácidos graxos poliinsaturados, transformados em materiais pastosos ou sólidos. “Os óleos são colocados em uma câmara com gás hidrogênio – por isso têm esse nome – com alta pressão e temperatura, e se transformam em uma pasta preta e malcheirosa que precisa ser alvejada para ficar sem cor e desodorizada para perder o cheiro”, alerta a nutricionista Inês Camila de Oliveira Alves, consultora da Dr. Schär Brasil. Segundo ela, este procedimento é utilizado pela indústria para manter os produtos com aparência mais fresca ou crocante. É o que acontece com as batatas fritas das redes de fast-foods, por exemplo, mas este tipo de gordura também está presente em sorvetes, salgadinhos, pipocas de micro-ondas, maioneses, margarinas, chocolates, entre outros alimentos.

Article7006_Verschiedene Oele Flaschen Koerner.jpg

Há diversos tipos de gordura, cada uma com uma estrutura molecular diferente e um efeito em nosso organismo. As líquidas – consideradas as melhores para a saúde – são insaturadas e podem ser divididas entre monoinsaturadas (azeite, oleaginosas, abacate) e poliinsaturadas (peixes, linhaça, óleo de soja), enquanto as sólidas são divididas entre saturadas (de origem animal, como carne, leite e derivados) e trans (ou gordura vegetal hidrogenada).

Até pouco tempo atrás, acreditava-se que a gordura saturada era a grande vilã, mas hoje sabe-se que, embora ela aumente o mau colesterol (LDL), também aumenta o bom colesterol (HDL). Por outro lado, já existem comprovações científicas de que o consumo de gordura vegetal hidrogenada não só aumenta os níveis de LDL como reduz o HDL, combinação que eleva bastante os riscos de doenças cardiovasculares.

Comprometida com a saúde e o bem-estar de quem segue uma dieta sem glúten, a Dr. Schär oferece produtos isentos deste tipo de gordura. Todas as receitas da marca italiana também são livres de ingredientes transgênicos, corantes e conservantes artificiais.

A nutricionista Inês Camila de Oliveira Alves selecionou a seguir algumas fontes de gordura consideradas saudáveis. Por isso, sempre que puder, opte por elas no seu dia a dia:

Article7006_Olivenoel Oliven Schuessel.jpg

Oleaginosas
As oleaginosas podem trazer muitos benefícios para a saúde, auxiliando no emagrecimento, na redução de doenças do coração e, até mesmo, no combate ao câncer. Principais fontes: castanha de caju, amendoim, nozes, castanha do Pará, macadâmia, entre outras.

Abacate
Embora muitos evitem a fruta por ser muito calórica, ela também é rica em gordura insaturada (a gordura boa, que impede que os níveis de colesterol se elevem no sangue), além de conter muitas vitaminas, minerais e antioxidantes. Seu óleo também é altamente benéfico à saúde.

Azeite de oliva
Considerada uma das melhores fontes de gordura existentes, ajuda a reduzir o colesterol ruim nas artérias.  Seu consumo regular combate o envelhecimento, além de diversas doenças.
 

Article7006_Kokosoel Kokosbutter Kokosnuss 2.jpg

Salmão
Rico em ácido graxo poliinsaturado da série Ômega-3, o salmão é tido como um dos alimentos mais saudáveis para o coração e o organismo em geral, por conter vitaminas, minerais e a chamada “gordura boa”. Além de reduzir o colesterol, melhora a concentração e regula o estresse. No caso das gestantes, auxilia no desenvolvimento do bebê e reduz o risco de depressão pós-parto.

Óleo de coco
Extraído da fruta, o óleo de coco é famoso por auxiliar na perda de peso, por ser um poderoso regulador do intestino e aumentar a saciedade, já que é uma gordura natural de fácil absorção. Mas ele também aumenta a imunidade, equilibra os níveis de colesterol, tem ação antibacteriana e antiviral, e ainda melhora o tônus da pele.