Você sabia: ...que o dobro das pessoas diagnosticadas com doença celíaca são mulheres?

Você sabia: ...que o dobro das pessoas diagnosticadas com doença celíaca são mulheres?

Saiba quais os diferentes sintomas da doença celíaca no corpo feminino!

As mulheres são maioria quando o assunto é doença celíaca. A proporção de diagnósticos é de duas para cada homem. Por isso, vale atentar para alguns alertas enviados pelo corpo feminino, como distúrbios no ciclo menstrual, osteoporose e até mesmo infertilidade.

Além de mais propensas a desenvolver a doença, as mulheres também costumam procurar um diagnóstico para seus problemas de saúde antes do que os homens. Um motivo a mais para o número de diagnósticos ser maior no público feminino.

O mesmo acontece com a síndrome do intestino irritável. A incidência em mulheres é de 1,5 até 3 vezes maior do que nos homens. Internacionalmente, estima-se que 14% das mulheres e 8,9% dos homens apresente a síndrome do intestino irritável.

Article7047_Frau schwanger vor Fenster.jpg

Confira abaixo 5 sintomas frequentes não relacionados ao trato gastrointestinal nos diagnósticos de mulheres celíacas:

Infertilidade: estudos recentes indicam que até 8% das mulheres diagnosticadas celíacas apresentam a chamada infertilidade inexplicada. Como parte das mulheres não tem sintomas gastrointestinais, os médicos começaram a sugerir a realização de exames complementares para as que apresentam infertilidade sem causa identificada, com o objetivo de avaliar a possibilidade de doença celíaca.

Gravidez: a gestação também pode ser mais preocupante para uma mulher celíaca, principalmente se a doença ainda não estiver diagnosticada. Ela pode desencadear anemia grave, descolamento de placenta e até mesmo um aborto.

Problemas hormonais: atrasos de menstruação e até menopausa precoce também são sintomas que foram percebidos em mulheres recém-diagnosticadas celíacas. Muito provavelmente, esses sintomas são consequência da má absorção de nutrientes pelo intestino, um dos principais problemas causados pela doença. Esta deficiência na absorção de nutrientes acontece porque a ingestão de glúten gera lesões no intestino de quem é celíaco, diminuindo parte do funcionamento do órgão.

Osteoporose e anemia: em um estudo recente, 40% das mulheres relataram anemia antes de serem diagnosticadas com a doença celíaca. Assim como no exemplo acima, esta ocorrência pode estar ligada à má absorção de nutrientes pelo intestino. A doença celíaca não diagnosticada também aumenta significativamente o risco de osteoporose, outra doença que ocorre em mulheres com muito mais frequência do que nos homens.

Em todos os casos, a dieta correta após o diagnóstico pode diminuir muito e até mesmo extinguir os sintomas, pois a absorção de nutrientes importantes para o pleno funcionamento do organismo, como como as vitaminas A, D, E, K, o ácido fólico, o cálcio e o magnésio, entre outros nutrientes, serão melhor absorvidos pelo corpo. O déficit vitamínico, inclusive, pode afetar outras áreas, como o cérebro, gerando dificuldade de memorização e raciocínio e até mesmo influenciar na depressão.

Sintomas gastrointestinais

Article7047_Bauchschmerzen 3.jpg

Apesar dos sintomas não digestivos auxiliarem o diagnóstico da doença celíaca, esteja atenta também aos sintomas gastrointestinais, quando presentes. Eles ainda são o principal indicativo para a doença celíaca, sensibilidade e intolerância ao glúten, entre outras doenças relacionadas à ingestão desta proteína.

De acordo com estudos, 70% das mulheres relatam “inchaço da barriga” como um dos primeiros sintomas e 40% abordam diarreia entre os sintomas primários. Outros alertas comuns da doença celíaca são: desconforto gástrico, intolerância secundária à lactose, estearreia (excesso de gorduras nas fezes), fadiga e perda de peso. A regra geral é não negligenciar nenhum sintoma e sempre procurar o orientação médica. O acompanhamento médico e nutricional é fundamental para adaptar a dieta a cada caso e garantir uma alimentação saudável e completa.

Para saber mais

Confira o artigo de Jane Anderson, especialista em doença celíaca e sensibilidade ao glúten: Celiac Disease Symptoms in Women.

Acesse o artigo do Instituto Dr. Schär: Irritable bowel syndrome: A common gastroenterological condition.