A intolerância ao glúten na escola

A intolerância ao glúten na escola

A escola é o espaço onde a criança vai vivenciar suas primeiras experiências longe dos cuidados da família.

Para os pais de crianças celíacas, isso pode indicar certa preocupação, mas com informação, diálogo e boa vontade é possível garantir a segurança e a saúde dos pequenos no meio escolar. Flávia Anastácio de Paula é pedagoga, doutora em Educação, foi professora da rede municipal e, além de ser celíaca, tem filhos que também sofrem com o problema. Tempos atrás, ela elaborou um conteúdo precioso para orientar pais e cuidadores sobre o tema: a cartilha “Criança celíaca indo para a escola“.

Na introdução, a pedagoga sugere três atitudes básicas:

1 – Apresentar à escola uma prescrição médica da dieta sem glúten e outras restrições alimentares da criança;
2 – Conversar detalhadamente sobre a gravidade da doença celíaca, para que nunca seja subestimada pelos professores ou cuidadores;
3 – Estar sempre junto da escola ao longo do ano, para auxiliar com informações, receitas, passeios etc, e para mostrar que está alerta e monitorando de perto as reações da criança.

Leia o material na íntegra, preparado por Flávia Anastácio, além de uma entrevista com ela publicada no site da Acelbra-RJ.