Como se manifesta a doença celíaca?

Como se manifesta a doença celíaca?

Diferentes sintomas indicativos da doença celíaca.

Os sintomas mais frequentes são diarreia, perda de peso e de força, distensão e dor abdominal, vômitos e, nas crianças, interrupção do crescimento. Em alguns casos os sintomas são extra-intestinais, como anemia, osteoporose, amenorreia, déficit de vitaminas e sais minerais. Há ainda outras patologias imunológicas, como a diabetes de tipo 1 e tireoidite, que podem indicar a doença celíaca.
Contudo, a doença celíaca nem sempre se apresenta de forma evidente e tem inúmeras formas clínicas que devem ser levadas em conta para o diagnóstico. As manifestações clínicas mais comuns da doença celíaca podem ser divididas em casos típicos, com sintomas gastrointestinais marcados (hoje minoritários); são mais frequentes os casos atípicos, caracterizados por um problema indefinido, como uma colite aparentemente banal (também denominado "cólon irritável") ou uma carência de ferro resistente à terapia oral. Há igualmente formas silenciosas que, na ausência de sintomas muito evidentes, são ocasionalmente diagnosticadas em sujeitos de risco; por exemplo, em familiares de celíacos ou diabéticos submetidos a rastreio sorológico. Nesses casos, os sintomas são silenciosos só aparentemente, já que, na realidade, uma vez iniciado o tratamento, há resistência à melhoria das condições psicofísicas. Em suma, em alguns doentes a suspeita surge a partir da ocorrência de um problema extra-intestinal, como dermatite herpetiforme, estomatite aftosa, diabetes, osteoporose, transtornos da fertilidade, tireoidite, alergia, intolerâncias e algumas patologias de tipo neurológico, que podem estar relacionadas com a doença celíaca. Felizmente, só em casos muito raros a doença celíaca se manifesta desde o início com complicações graves como as úlceras do jejuno-íleo ou o linfoma intestinal.