Cliente do Mês - Marília Cleto

Cliente do Mês - Marília Cleto

O tempo médio para que um paciente receba um diagnóstico correto de doença celíaca varia de seis a dez anos.

Mas, no caso da engenheira química Marília Cleto, passaram-se 20 anos. “Foi um processo demorado e doloroso, iniciado ainda na infância. Os médicos nunca sugeriam os exames específicos e eu não conhecia a doença até me descobrir celíaca”, lembra ela, que recebeu o resultado da biópsia com susto e alívio.  Hoje, Marília tem 32 anos, nove deles livre de glúten.

Em sua casa, em Belo Horizonte, ela é a única que segue a dieta, mas os familiares têm plena consciência dos cuidados que devem ter ao dividir a mesma cozinha. Segundo Marília, além de terem uma atenção maior na limpeza, alguns utensílios são de seu uso individual, e ela também conta com duas prateleiras separadas na despensa para seus mantimentos. “Como gosto muito de cozinhar, costumo preparar receitas de forma que minha família e amigos possam comer e apreciar comigo todas as delícias na versão sem glúten. Algumas fazem tanto sucesso aqui em casa que acabaram substituindo a versão original. Assim, diminuímos muito o risco de contaminação cruzada”, conta. Fotografar é outro hobby de Marília, que adora clicar suas preparações. “Fotografo sempre depois de prontas, quando dá tempo antes de comer!”, brinca.

Prazer

Article7068_Cliente do Mes Marilia Cleto1.jpg

Segundo Marília, seguir uma dieta sem glúten inclui muitos desafios. Nove anos atrás, o maior deles era encontrar alimentos substitutos aos que estava acostumada a comer todos os dias: pães, biscoitos, bolos, etc. “As poucas opções que existiam eram tão ruins em termos de sabor ou de textura, que era preferível nem comer”, critica. Adepta da alimentação saudável e de uma boa mesa, Marília confessa que perdeu muito do prazer de comer devido às limitações da dieta. “Por anos fiquei sem comer um pãozinho, uma pizza, uma massa, e eu sentia muita falta. Além disso, na nossa cultura, mais do que alimentar, comer é um ato social. No início, a limitação dificultou muito meu convívio com outras pessoas, pois eu recusava convites para evitar transtornos ou simplesmente para não passar vontade”.

Há dois anos, quando morava em Santos, Marília descobriu os produtos Schär em uma loja para dietas especiais e ficou tão fascinada que comprou todos os itens da prateleira para experimentar. O Mini Sorrisi foi o primeiro que ela provou. “Eu estava há quase dez anos sem comer um biscoito recheado e achava que nunca mais poderia comer. Parece algo simples, mas só quem tem restrições pode entender essa satisfação”, explica.

Depois de provar – e aprovar! – outros itens Schär, Marília foi pesquisar sobre a marca na internet. “Foi aí que eu descobri a dimensão da empresa, o cuidado com a qualidade e a variedade de produtos. Quando alguém que está iniciando a dieta me pede indicação, sempre aconselho experimentar a Schär, pois acredito que a transição torna-se mais fácil com produtos que têm aparência e sabor impecáveis, muito parecidos com os originais que contêm glúten”, opina ela, que garante não sair de casa sem um pacotinho de Salinis ou de Snack na bolsa, “para o caso de uma emergência”.

Ciabatta e Wafers também estão entre suas preferências. Em viagens, segundo ela, os produtos são uma segurança. E, quando vai passar uma temporada mais longa na estrada, gosta de levar o pão Casereccio. “Me faz sentir em casa”, define.

Na cozinha

Article7068_Cliente do Mes Marilia Cleto2.jpg

Colocar a mão na massa é um dos prazeres de Marília Cleto. Por isso, as farinhas Mix Pan e Mix Dolci Schär são um aliado e tanto em suas preparações culinárias. Para ela, a maior alegria que os produtos da marca proporcionam é poder reproduzir receitas que antes lhe eram impossíveis de comer. “Já pude fazer Bruschettas (com a Ciabatta), massa caseira de Lasanha e Chocottone (usando o Mix Pan), Tiramisú (usando os biscoitos Savoiardi), Torta Holandesa (com os biscoitos Digestive Choc), dentre outras maravilhas. Muitos dos produtos Schär fizeram diferença na minha vida, e ainda me surpreendo a cada novo lançamento”, elogia.